Tênis bem calculado

29 de abril

O tênis definitivamente não é um dos esportes mais populares do Brasil. No fim de janeiro, entretanto, as manchetes dos portais de jornalismo esportivo estavam tomadas pela notícia do recorde batido pelo tenista espanhol Rafael Nadal, agora o único homem a ter vencido 21 Grand Slams.

Alguns dos motivos para a não-popularidade do tênis são a duração das partidas, que podem ter 50 minutos ou levar mais de 10 horas (!), e seu sistema de pontuação, que a princípio pode parecer confuso. Quem marcar quatro pontos primeiro vence um game. Quem atingir seis games primeiro ganha um set. Vence a partida o jogador que ganha dois ou três sets, a depender das regras do torneio.

Até aí, lembra as regras de pontuação do vôlei. Porém, os quatro pontos dos games não são contados na sequência 1, 2, 3 e 4. Ao fazer o primeiro ponto, o tenista marca 15. Se fizer o segundo, 30. O terceiro, 40 e ao marcar o quarto, vence o game e a contagem zera. 15, 30, 40, game

Isso acontece porque o placar do tênis adotava a base 60, ao invés da base 10. Com o tempo, porém, convencionou-se que o número 40 (forty, em inglês) era mais fácil de falar do que 45 (forty-five) e ficou assim, já que o árbitro das partidas precisa falar o placar a cada ponto jogado.

Mas se engana quem pensa que a relação entre o tênis e a matemática está restrita ao placar do esporte. A geometria, por exemplo, está presente no desenho das quadras e nas angulações que os atletas precisam dar em seus golpes. Eles também precisam rapidamente entender para onde direcionar a bolinha a fim ter maior probabilidade de pontuar.

No saque, a bolinha pode atingir uma velocidade de mais de 200km/h. O recorde é do tenista australiano Samuel Groth, que fez um saque a 263km/h em 2012. Num jogo tão rápido, não dá para os jogadores pararem e calcularem tudo isso durante as partidas. Eles precisam tomar decisões de maneira veloz e fazem uso da matemática intuitiva. Mas isso não é exclusividade dos grandes atletas. Você também utiliza a matemática intuitiva no seu dia a dia, mas isso é tema para um outro post…

Caso tenha se interessado pelo tema, abaixo estão alguns links que podem lhe ajudar a aprofundar um pouco mais sobre matemática e esportes. Em quais outros você consegue identificar aspectos matemáticos?

Continue lendo:

Onde a matemática está presente no esporte? – Mentalidades Matemáticas

Conheça Anna Kiesenhofer, campeã olímpica e matemática – Mentalidades Matemáticas

Conversas sobre Dados – Youcubed 

Tênis é matemática – Blog Pratique Tênis Aqui


    Cadastre-se para aproveitar todos os nossos conteúdos gratuitos!

    *Ao preencher o formulário, concordo em receber comunicações de acordo com meus interesses e afirmo estar de acordo com a Política de Privacidade.
    **Você poderá alterar suas permissões de comunicação a qualquer tempo.
    Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

      Cadastre-se para aproveitar todos os nossos conteúdos gratuitos!

      *Ao preencher o formulário, concordo em receber comunicações de acordo com meus interesses e afirmo estar de acordo com a Política de Privacidade.
      **Você poderá alterar suas permissões de comunicação a qualquer tempo.
      Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

        Cadastre-se para aproveitar todos os nossos conteúdos gratuitos!

        *Ao preencher o formulário, concordo em receber comunicações de acordo com meus interesses e afirmo estar de acordo com a Política de Privacidade.
        **Você poderá alterar suas permissões de comunicação a qualquer tempo.
        Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.