Sim, todos podem aprender matemática em altos níveis

Background photo created by freepik - www.freepik.com

Todos podem aprender matemática em altos níveis. Quem conhece a abordagem Mentalidades Matemáticas já ouviu essa frase, que se destaca entre os principais preceitos que movem o programa. E mais do que uma mensagem motivacional, trata-se de algo cientificamente comprovado. “Todos os alunos, exceto aqueles com disfunções específicas de aprendizagem, podem chegar aos patamares mais elevados da matemática”, atesta a professora Jo Boaler, criadora do Mentalidades. A seguir, saiba como a ciência chegou nessa afirmação e como trabalhar em sala de aula para realmente aproveitar o potencial dos alunos.

Descobertas revolucionárias

Sabe aquela história de que há pessoas boas e outras ruins em determinada habilidade? Bom, pesquisas sobre plasticidade cerebral já provaram que isso não passa de um mito. Na verdade, o que acontece no cérebro é o seguinte: com trabalho árduo, é possível aprender o que quiser.

Vintage photo created by jannoon028 - www.freepik.com
Imagem: Freepik

Neste vídeo, Jo Boaler apresenta dois exemplos que provam a afirmação acima. Em seus livros, a professora traz outras situações que reforçam o preceito. Entre elas, a educadora mostra como a prática de dividir os alunos de acordo com o seu rendimento escolar prejudica seu desenvolvimento. Essa postura, na verdade, tende a evitar que eles tenham uma mentalidade de crescimento, ou seja, que acreditem ser capazes de aprender qualquer coisa.

E a ciência já provou que a crença em nós mesmos é mais um fator que contribui com o nosso desempenho. Na contramão da mentalidade de crescimento, temos a mentalidade fixa, que nos limita. É quando não acreditamos que podemos aprender e melhorar. Pesquisas que analisaram sinapses cerebrais em alunos mostram que os detentores da mentalidade de crescimento tendem a se sair melhor, inclusive quando erram, pois acreditam que podem melhorar e persistem.

Como aproveitar essas descobertas em sala de aula?

“Todos sabemos que nas aulas de matemática, alguns alunos acham que as tarefas são fáceis e outros acham que são bastante desafiadoras. Mas isso não reflete seu potencial para trabalhos futuros. Isso apenas diz que alunos têm experiências diferentes desde a infância. Algumas dessas experiências têm feito sinapses dispararem e outras não”, afirma Jo Boaler.

Segundo Jo, a grande tarefa dos professores é oferecer a todos os alunos o ambiente mais rico e desafiador possível. Em outras palavras, para provar que todos podem aprender matemática em altos níveis, o caminho é oferecer conteúdo de alto nível. O desafio irá mover o aprendizado.

Na prática, uma das principais apostas do Mentalidades Matemáticas é a oferta das chamadas atividades de “piso baixo” e “teto alto”. Essas tarefas são abertas e se aplicam a estudantes de diferentes níveis de desempenho. Elas “permitem que todos os alunos acessem ideias e as elevem a níveis altíssimos”, destaca Jo. No Youcubed, a plataforma de divulgação do Mentalidades, você pode encontrar essas atividades. Clique aqui e selecione a opção “Piso baixo e teto alto” em Séries para conferir.

Pink photo created by jcomp - www.freepik.com
Imagem: Freepik

Viu como todos podem aprender matemática em altos níveis? Para conhecer mais sobre o Mentalidades Matemáticas e trabalhar com essas ideias na sua escola, acesse nosso o guia de introdução à abordagem. Destrave o potencial dos seus alunos e mostre que a beleza da disciplina é para todos!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *