‘A beleza da matemática visual’ é tema de webinar na quinta-feira (8)

05 de outubro

Dieckmann, Maitê Salinas e instrutoras do Curso de Férias falam sobre importância de ver, entender e ampliar ideias matemáticas 

Números e mais números na lousa e a professora fala, fala e ninguém entende. Este é o cenário das aulas de matemática em muitas escolas das redes pública e privada no Brasil e no mundo. Mas imagine se a matemática fosse ensinada com ajuda de formas geométricas, gráficos e até elásticos, palitos ou outros objetos? Se ela saísse da abstração e se tornasse concreta aos nossos olhos, seria mais fácil de ser compreendida? Estudos de neurociência mostram que das cinco áreas do nosso cérebro que são ativadas quando estudamos matemática, duas são no campo visual. Este tema será debatido no webinar “A beleza da matemática visual”, que acontecerá nesta quinta-feira (8), às 17h, no Facebook do Mentalidades Matemáticas.

O encontro, apresentado pelo diretor do Centro de Pesquisas Youcubed da Universidade Stanford, Jack Dieckmann, faz parte da série de webinários “Multiplicando Saberes”, promovida pelo Instituto Sidarta em parceria com Itaú Social. Participam desta edição Maitê Salinas, formadora do Mentalidades Matemáticas, Indira Vânia Pereira da Silva e Marina Cajado, instrutoras do Curso de Férias Mentalidades Matemáticas. A mediação será de Carol Piaia, formadora do Mentalidades Matemáticas.

Maitê apresentará uma atividade que faz em sala de aula para mostrar a importância da representação visual no aprendizado. “Os alunos saem do elemento visual para o algoritmo. O foco é mostrar como eles podem ter uma compreensão mais profunda da matemática ao ter essas sinapses e fazer essas conexões. Vamos mostrar a potência da representação visual e como isso pode ajudar no ensino”, explicou Maitê.

Indira e Marina contarão a experiência de ter participado do Curso de Férias Mentalidades Matemáticas em janeiro, em Cotia (SP). Elas vivenciaram a transformação dos alunos que pela primeira vez tiveram contato com a abordagem de ensino que privilegia a questão visual da matemática. O resultados do Curso de Férias, como já contamos aqui no blog, foram expressivos. Os alunos evoluíram em 10 dias o equivalente a 1,3 ano de escolaridade em matemática.

Criada pela professora da Universidade Stanford Jo Boaler, a abordagem Mentalidades Matemáticas se apoia em estudos da neurociência que mostram como o nosso cérebro reage aos estímulos visuais ao estudar matemática. “Todo mundo usa as vias visuais quando trabalha com matemática e todos nós precisamos desenvolver isso em nosso cérebro. O problema da matemática nas escolas é que ela tem sido apresentada, por décadas, como uma matéria de números e símbolos, ignorando o potencial visual para transformar as experiências dos alunos e desenvolver importantes vias cerebrais”, afirma Jo Boaler no artigo “VER PARA ENTENDER: A importância da matemática visual para o cérebro e o aprendizado”

Este é o quarto encontro da série Multiplicando Saberes. Desde julho, Jack Dieckmann, com ajuda de profissionais do Programa Mentalidades Matemáticas, tem levado para o público os conceitos da abordagem e exemplos práticos para serem usados na sala de aula. A série tem apoio do Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA).

Os encontros virtuais vão até dezembro. Não perca o webinar “A beleza da matemática visual”, nesta quinta-feira (8), às 17h, no Facebook do Mentalidades Matemáticas.