Dia Internacional da Matemática será celebrado em 14 de março

Data foi criada pela Unesco; “A Matemática está em tudo” é o tema da primeira edição

A adolescente sobe no ônibus rumo ao centro médico e paga a passagem com um cartão magnético. Sentada, responde mensagens pelo WhatsApp, faz uma busca sobre filmes em cartaz e ouve música com fone de ouvido. Chega ao laboratório e faz uma tomografia. Ao final, chama um carro pelo aplicativo e vai assistir a uma animação no cinema. O que todas essas ações têm em comum? A matemática. Essa ciência fundamental agora tem uma data para ser celebrada: 14 de março, Dia Internacional da Matemática (você sabe por que escolheram 14 de março? Descubra no fim do texto).

Criada pela UNESCO por sugestão da União Matemática Internacional (IMU), a data pretende incentivar instituições de ensino, museus e outras entidades a promover atividades para demonstrar como a matemática é imprescindível para a sociedade. Um site oficial foi criado para o cadastro de eventos a serem realizados na data. Mais de 150 organizações em 75 países confirmaram atividades.

Dia Internacional da Matemática será comemorado em 75 países.

Levar a matemática para esses ambientes de forma diferente e inovadora é essencial para o sucesso da empreitada. Um dos eventos marcados no Brasil é a exposição interativa “Matemática: um outro olhar”, que traz objetos que instigam e revelam a beleza da matemática. Produzida pelo Centro de Difusão e Ensino Matemateca, ficará aberta de 5 a 29 de março no Centro Cultural Maria Antônia da USP, em São Paulo.

“Tudo é interativo e pode ser tocado. Alguns temas podem ser familiares, outros nem tanto, mas as peças sempre trazem para o visitante uma experiência real que o aproxima da beleza da matemática sem a linguagem formal que a caracteriza”, explica o curador da mostra e também diretor da Matemateca, Eduardo Colli.

Vamos usar o dia para mostrar que matemática é visual, aberta e criativa?

Ver e interagir. Conceitos fundamentais no Programa Mentalidades Matemáticas. A criadora da abordagem, a professora da Faculdade de Educação da Universidade Stanford Jo Boaler, fala sobre a amplitude da matemática no livro “What’s Math Got to Do With It – How Teachers and Parents Can Transform Mathematics Learning and Inspire Success”, que pode ser traduzido como “O que a matemática tem a ver com isso – Como professores e pais podem transformar o aprendizado de matemática e inspirar o sucesso”.

“A matemática é uma performance, um ato vivo, uma maneira de interpretar o mundo. Imagine aulas de música em que os alunos analisam partituras por centenas de horas, ajustam as notas, recebem marcas de certo e errado dos professores, mas nunca tocam a música. Os alunos não iam querer estudar a matéria porque nunca experimentaram o que é a música de fato. No entanto esta é a situação que até hoje ocorre nas aulas de matemática”, escreveu Boaler, no livro.

Como mudar este cenário e mostrar para os alunos uma matemática visual, aberta e criativa? No site Youcubed, estão disponíveis atividades e jogos que podem ser facilmente aplicados em sala de aula. Com ferramentas simples e objetos do dia a dia, os alunos começam a enxergar o potencial da disciplina e aos poucos perdem o medo dela.

‘Matemática está em tudo’ é o tema da primeira edição do Dia Internacional

Esses exercícios também são importantes para mostrar como a matemática está inserida no cotidiano. E essa é a ideia do tema da primeira edição, “Matemática está em tudo”. “A matemática vem sendo estudada ao longo da história da humanidade. Hoje, tornou-se uma ferramenta tão sofisticada que as pessoas nem se dão conta de sua onipresença em nossas vidas”, afirmou Christiane Rousseau, da Universidade de Montreal, no comunicado da UNESCO.

Uma página do site tem exemplos concretos do uso da matemática no dia a dia, como o GPS (Sistema de Posicionamento Global), ferramentas de pesquisa na internet, exames médicos e até o design de montanhas-russa. Outras aplicações citadas são busca por vida extraterrestre, sistema de tráfego aéreo, criptografia, análises de epidemias, lançamento de satélites e foguetes para o espaço. 

A UNESCO destaca ainda que a matemática é essencial para atingir os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas. O texto resgata uma frase de Nelson Mandela. “A educação é a arma mais poderosa que temos para mudar o mundo”, disse o ex-presidente da África do Sul em junho de 1990. E a matemática é uma parte essencial da educação, necessária até na conquista de melhores oportunidades de trabalho. Isto porque a alfabetização numérica e científica permite a cada cidadão uma melhor compreensão dos desafios ao seu redor. 

Dia Internacional da Matemática pode ser o início de uma transformação na sala de aula.

Atenta ao fenômeno mundial de baixa inserção de mulheres nas ciências exatas, a entidade também incentiva que no Dia Internacional da Matemática sejam relembradas as trajetórias e contribuições de importantes pesquisadoras. Entre as estrelas, Hipátia de Alexandria, considerada a primeira matemática na Grécia antiga; a norte-americana Mary Winston Jackson, engenheira aeroespacial negra da NASA que trabalhou na missão que levou o homem à Lua; a iraniana Maryam Mirzakhani, primeira e única mulher a ganhar a Medalha Fields, e a norte-americana Karen Uhlenbeck, primeira mulher a receber o Prêmio Abel.

 

Ideias não faltam para o Dia Internacional da Matemática ser um sucesso ano após ano. E ele pode ser o início de uma transformação na sala de aula. A matemática merece essa festa! 

Por que 14 de março (resposta à pergunta do primeiro parágrafo) ?
A data foi escolhida porque em muitos países já é celebrado o Dia do Pi (π), constante matemática iniciada com 3,14. No padrão americano, o mês é escrito antes do dia: assim, 14/3 vira 3/14. A ideia é expandir a comemoração para que todo mundo lembre a importância da matemática na nossa vida.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

1 Comentário

  • Sustain the great job and bringing in the group!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *